Fale conosco pelo WhatsApp

Tipos de Cicatrizes e suas Características

14 mar, 2022

Todos os quatro principais gêneros de cicatrizes podem ser tratados com sucesso via cirurgia

Os tipos de cicatrizes que ocorrem na pele humana são, quase sempre, sequelas geradas por doenças dermatológicas (acne e outras) ou marcas deixadas por golpes físicos e acidentes ocorridos (um atropelamento, por exemplo, ou uma queda de bicicleta).

Ainda dentre os tipos de cicatrizes, existem as marcas de queimadura, que tendem a ser mais complexas de ser reparadas, pois nesses casos costuma haver grande perda de tecido epidérmico. Transplantes de pele costumam trazer bons resultados para pessoas que sofreram queimaduras.

Porém, quando se trata dos tipos de cicatrizes, estas são apenas as categorias mais gerais. Existe toda uma especificação na literatura médica sobre o assunto.

Há algo consensual na medicina acerca de cicatrizes: a cirurgia de correção é, em boa parte dos casos, a melhor forma de corrigir tais problemas.

Quais são os tipos de cicatrizes?

São quatro os tipos de cicatrizes. Eles são assim divididos conforme suas particularidades do ponto de vista médico, dado que tais definições servem para determinar qual a cirurgia de correção de cicatriz é a mais indicada para cada caso.

Os quatro tipos de cicatrizes são:

  1. Descoloração da pele e irregularidades na epiderme – São consideradas também cicatrizes. Podem ser esteticamente resolvidas via cirurgia. Tais gêneros de cicatrizes não prejudicam a saúde física, mas geralmente desagradam aos que as possuem — daí a necessidade de que sejam reparadas;
  2. Queloides – Um tipo de cicatriz que, muitas vezes, é dolorosa. Também gera coceira. Se estende para além das bordas da ferida que a gerou. É especialmente incômoda quando ocorre em áreas de pouco tecido subjacente de gordura — face, pescoço, orelhas, peito e ombros;
  3. Hipertróficas – Cicatrizes que são, geralmente, altas, vermelhas e bem desconfortáveis. Tendem a se tornar cada vez maiores, se não forem sanadas. Se subdividem em hiperpigmentadas (mais escuras) e hipopigmentadas (mais claras);
  4. Contraturas – Cicatrizes que restringem o movimento, pois “colam” a pele e o tecido subjacente durante o processo de cicatrização. Ocorrem quando há grande quantidade de perda de tecido (após uma queimadura, por exemplo). São um tipo de cicatriz que pede intervenção cirúrgica urgente.

Quais os tratamentos mais indicados para cicatrizes de acne?

Dependendo dos tipos de cicatrizes de acne, o especialista pode indicar um tratamento.

A dermoabrasão, por exemplo, é bastante usada para cicatrizes menos ostensivas (as deixadas por acnes costumam ser assim).

O uso do laser também pode ser uma opção para melhorar o aspecto da pele. Os disparos de luzes na região tratada provocam uma sensação de calor que estimula a produção de colágeno, minimizando as cicatrizes.

Outro tratamento é o microagulhamento, que utiliza um dermaroller (uma espécie de rolinho, com várias microagulhas em sua extremidade) que, ao ser deslizado sobre a pele afetada pelas cicatrizes, causa pequenas lesões que irão estimular a produção de novas fibras colágenas, que deixarão a pele mais lisa e uniforme.

Temos ainda a infiltração com corticoide, que é uma opção para as cicatrizes elevadas, principalmente para quem tem tendência à formação de queloides, diminuindo a altura da cicatriz.

Embora, como mencionado, parte dos tipos de cicatrizes não afetem a saúde, há aquelas — como queloides, hipertróficas e contraturas — que causam danos ao corpo, sim. E mesmo as demais prejudicam o âmbito emocional do indivíduo, ainda que não seu organismo.

Se você deseja saber mais a respeito, fale com a Dra. Maria Claudia Alves Luce, dermatologista com grande experiência acerca de cicatrizes e outros assuntos relacionado à pele. Entre em contato e agende uma consulta com a especialista.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica

Clínica de Dermatologia Dra. Maria Claudia Luce

Dra. Maria Claudia Luce

Formada em medicina pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e com residência em dermatologia no Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), a dermatologista Dra. Maria Claudia Luce é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e sócia-proprietária da Clínica Sense.

ATENDIMENTO PARTICULAR

Preencha o formulário e aguarde nosso contato ou se preferir, ligue:
11 2306-1192

Horário de funcionamento: 09h às 20h

Ao clicar em enviar os dados, você concorda com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Leia também

Qual é o tratamento para cicatriz da acne?

14 mar, 2022

Em boa parte dos casos, um procedimento simples...

LEIA MAIS

Tratamento para Cicatriz Hipertrófica

05 out, 2021

Como corrigir uma cicatriz de aparência...

LEIA MAIS

Quais são os tratamentos para queloide?

01 set, 2021

Conheça os procedimentos que podem ajudar a...

LEIA MAIS