Fale conosco pelo WhatsApp Fale conosco pelo WhatsAppEnvie uma mensagem

Como tirar pintas do rosto?

Mulher apontando para pinta no rosto - como tirar pintas do rosto
19 jul, 2021

Saber como tirar pintas do rosto é importante, mas avaliação dermatológica é fundamental para escolha da técnica mais adequada ao caso e investigação de malignidade.

Muitas pessoas buscam saber como tirar pintas do rosto, no entanto, uma questão que deve vir antes é se a retirada do sinal realmente é indicada e, se sim, se será necessário realizar uma biópsia para investigar sinais de malignidade que indicam a presença do câncer de pele.

Existem diferentes técnicas de como tirar pintas do rosto, mas destaca-se que todas elas devem ser conduzidas por um médico dermatologista após a avaliação do quadro. Saiba mais a seguir.

Como identificar se preciso tirar uma pinta do rosto?

As pintas, que são chamadas de nevos, são sinais que surgem na pele geralmente em decorrência da predisposição individual, mas também devido à exposição solar e envelhecimento cutâneo.

Em geral, as pintas são benignas, não apresentando riscos à saúde, e com características estéticas variadas, como coloração próxima à tonalidade da pele ou um pouco mais escura, ou clara, plana ou saliente, entre outros atributos.

Uma pinta que não apresenta incômodo, é de nascença e não sofreu nenhuma alteração com o passar dos anos tende a ser benigna, mesmo se houver uma quantidade maior de nevos com as mesmas características. Apesar disso, alguns indícios demandam atenção, como:

  • A pinta cresceu e tem bordas irregulares;
  • A pinta coça, sangra ou gera incômodos;
  • A pinta é assimétrica;
  • A pinta apresenta duas ou mais tonalidades;
  • A pinta está crescendo rapidamente;
  • A pinta tem mais de 0,5 mm de diâmetro.

Esses indícios são preocupantes e demandam uma investigação médica especializada para determinar a necessidade e definição de como tirar pintas do rosto com segurança.

Além disso, é possível tirar pintas do rosto apenas por demandas estéticas, quando o sinal gera um incômodo ou constrangimento à pessoa. No entanto, esses casos também devem ser avaliados pelo médico, visto que a remoção pode gerar uma cicatriz que pode ser tão ou mais incomoda do que a pinta inicial.

Como tirar pintas do rosto?

Considerando a motivação para retirada da pinta, se estética ou por saúde, o especialista pode indicar diferentes técnicas de como tirar pintas do rosto. As principais são:

  • Laser: utiliza-se o laser para queimar o sinal indesejado por meio da cauterização. É recomendado apenas para pintas pequenas e benignas;
  • Curetagem: também chamada de shaving consiste na raspagem da pinta, o que pode ser um pouco incômodo, sendo indicada para sinais pequenos e benignos;
  • Microcirurgia: quando a pinta é maior, mais profunda ou apresenta suspeitas de malignidade o especialista pode optar pela microcirurgia. Realizada no consultório médico, a pinta é removida por um bisturi e enviada à análise posteriormente. Utiliza-se, em geral, anestesia local e pode ser necessário dar ponto para fechar a incisão, resultando em uma pequena cicatriz.

Além desses casos, pintas com sinais de malignidade e que são mais profundas na derme ou mais extensas podem demandar um procedimento cirúrgico realizado em hospital, inclusive com anestesia geral.

A definição da abordagem mais adequada depende da análise inicial do dermatologista e das suspeitas relacionadas às pintas no rosto.

Quando procurar um dermatologista por conta de pintas do rosto?

O dermatologista é o profissional mais qualificado para investigar nevos na face e definir como tirar pintas do rosto com mais segurança.

O profissional pode ser procurado quando a pinta começa a apresentar alterações, indicando riscos maiores de malignidade, ou quando geram um incômodo estético.

É fundamental buscar auxílio médico, pois há diversos riscos em realizar técnicas caseiras para remoção de pintas, como causar sangramentos, infecções, necrose dos tecidos e outras, resultando em riscos à saúde e prejuízos estéticos.

Verifica-se assim que os nevos faciais são normais, mas se houver suspeita de malignidade ou insatisfação pela aparência, o dermatologista é o profissional mais qualificado para definir como tirar pintas do rosto com segurança. Saiba mais sobre a remoção de pintas.

Fontes:

Dra. Maria Claudia Luce

Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Autor: Dra. Maria Claudia

Formada em Medicina pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e pós-graduada em Medicina de Família pela mesma instituição, a dermatologista Dra. Maria Claudia Alves Luce fez Residência Médica em Dermatologia no Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo (HSPE) e possui título de especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Atualmente realiza Pós-Graduação em Dermatocosmiatria pela Faculdade de Medicina do ABC (FmABC).