Fale conosco pelo WhatsApp

Principais doenças no couro cabeludo

imagem ilustrativa
13 jul, 2022

Quando não tratadas corretamente, as doenças do couro cabeludo podem provocar a queda permanente do cabelo

Bastante comuns, as doenças no couro cabeludo são uma das principais preocupações dos pacientes que procuram os consultórios dermatológicos. Isso porque existem diversos problemas que podem acometer a região e, quanto mais rápido eles forem identificados, maiores são as chances de conseguir recuperar a saúde dos fios e garantir qualidade de vida, sem comprometer a autoestima do paciente.

A maioria das pessoas se preocupa com os cuidados capilares, deixando os fios sempre sedosos e brilhantes, sendo esta uma das prioridades nos cuidados estéticos. Entretanto, muitos esquecem da importância de cuidar também do couro cabeludo, que pode ser acometido por doenças que capazes de provocar a queda permanente dos cabelos.

5 doenças que afetam o couro cabeludo

Entre a principais doenças no couro cabeludo, podemos destacar:

Psoríase

Doença no couro cabeludo crônica e não contagiosa, a psoríase é um problema que faz com que a pele descame de forma intensa e esbranquiçada, bastante semelhante à caspa. Mesmo não tendo sua causa definida, especialistas acreditam que ela pode estar relacionada ao sistema imunológico e a genética.

Além disso, a psoríase não tem cura ou forma de prevenção, mas existem algumas formas de minimizar sua manifestação. Algumas das principais recomendações incluem:

  • Alimentação saudável;
  • Não consumir bebidas alcoólicas;
  • Atividades físicas;
  • Hidratação constante;
  • Exposição controlada ao sol.

Foliculite

Como o nome diz, a foliculite é uma doença no couro cabeludo que inflama um ou mais folículos pilosos, podendo ser causada por uma infecção viral, bacteriana ou fúngica.

Quando o paciente é acometido por essa doença, a região se torna avermelhada, inflamada e pode apresentar algumas bolinhas de pus.

O tratamento desse tipo de doença no couro cabeludo vai depender exclusivamente do grau em que a foliculite se encontra. Existem casos em que o paciente precisará apenas fazer o uso tópico de antibiótico ou utilizar ácido salicílico para ajudar na recuperação do couro cabeludo.

Alopecia Areata

Problema bastante comentado após a repercussão do Oscar, a alopecia areata é uma doença no couro cabeludo que tem como principal consequência a queda do cabelo, em graus variáveis.

Esse tipo de doença no couro cabeludo pode ser revertido por meio do uso de medicamentos tópicos e injetáveis, dependendo do grau do problema.

Tinha

Conhecida como micose do couro cabeludo, a tinha, normalmente, é uma lesão localizada, que se manifesta por meio de placas descamativas e perda de cabelos na região afetada.

Geralmente, esse tipo de doença no couro cabeludo é mais comum de se desenvolver em crianças. Por ser uma doença contagiosa, ela precisa ser tratada rapidamente por meio de antifúngicos.

Dermatite seborreica

Uma das doenças no couro cabeludo mais comuns é a dermatite seborreica, também conhecida como caspa. A alteração está relacionada com mudanças na produção de sebo pelas glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade da região.

Porém, existem outros causadores dessa doença e que podem piorar o problema, tais como fungos e bactérias ou a presença de uma inflamação desregulada.

Os principais sinais da caspa são: região avermelhada, coceira e descamação do couro cabeludo. A alteração tem predisposição genética e piora com ansiedade e estresse.

O tratamento pode ser realizado com o uso de shampoos específicos, sendo indicado por um médico dermatologista para controle e prevenção do problema.

Vale ressaltar que, caso perceba qualquer tipo de alteração no couro cabeludo, o ideal é procurar um médico dermatologista para que ele possa tomar as medidas necessárias para encontrar o melhor tratamento para a doença.

Entre em contato e saiba mais sobre as doenças no couro cabeludo e outros assuntos com a Dra. Maria Claudia.

Fontes:

Biblioteca Virtual em Saúde.

Dra. Maria Claudia Luce

Formada em medicina pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e com residência em dermatologia no Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), a dermatologista Dra. Maria Claudia Luce é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e sócia-proprietária da Clínica Sense.

ATENDIMENTO PARTICULAR

Preencha o formulário e aguarde nosso contato ou se preferir, ligue:
11 2306-1192

Horário de funcionamento: 09h às 20h